quarta-feira, 7 de agosto de 2019

GESTORES ESCOLARES FIQUEM ATENTOS: INSCRIÇÕES PARA CONCURSO DE VÍDEOS DE CURTA METRAGEM SE ENCERRAM DIA 25 DE AGOSTO


REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE VÍDEOS DE CURTA-METRAGEM.

A Comissão Organizadora da Mostra Viver Ciência 2019 torna público o regulamento do concurso de Vídeos de Curta-metragem, para a participação dos alunos das escolas públicas e privadas, conforme as condições contidas neste regulamento.

CAPÍTULO I – DA PARTICIPAÇÃO/CATEGORIAS

1. Poderão participar os curtas-metragens que se constituam nas categorias a seguir:
A. Fundamental II – Equipes com alunos regularmente matriculados no ensino fundamental II, nas escolas públicas e privadas;
B. Médio – Equipes com alunos regularmente matriculados no ensino médio e profissionalizante, nas redes públicas e privadas;
C. EJA e Programas Especiais – Equipes com alunos da modalidade da Educação de Jovens e Adultos e Programas Especiais, regularmente matriculados nas redes públicas e privadas.

CAPÍTULO II – DO TEMA
1. O tema central do concurso de vídeos de curta-metragem é: Bioeconomia: Desenvolvimento e Riqueza para a Amazônia

CAPÍTULO III – DAS INSCRIÇÕES
1. As inscrições dos curtas-metragens (curtas) e respectivas equipes serão feitas, exclusivamente, através do site: www.viverciencia.see.ac.gov.br, no período de 24 de junho a 25 de agosto de 2019.
2. Serão aceitas as inscrições de equipes com, no máximo, 6 (seis) pessoas por curta, sendo até 5 (cinco) alunos e 1 um(a) professor(a) orientador(a), responsáveis pela produção.
2.1. Será permitida a participação de figurantes/coadjuvantes, sem limite de quantidade, mas que não constarão como responsáveis pela obra.
3. Será obrigatório o preenchimento do formulário de inscrição e seus anexos (II e IV).
4. Não há limites de inscrição de Curtas por professor/orientador.

CAPÍTULO IV – DA SELEÇÃO/CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

1. Todo os vídeos deverão ser postados no youtube até o dia 25 de agosto de 2019 (último dia de inscrição), para que equipe de avaliação tenha acesso aos curtas.
1.2. Os likes e visualizações desses vídeos não postados nos seus respectivos canais das escolas não contarão para o resultado final do concurso.
2. Todos os curtas-metragens inscritos participarão de uma avaliação, que ficará a cargo da Comissão de Seleção, que classificará até 5 (cinco) curtas por categoria.
3. Será divulgada uma lista, no site: www.viverciencia.see.ac.gov.br, com todos os curtas classificados, até o dia 21 de setembro de 2019.
4. Os critérios para avaliação são: vídeo inédito e produzido pelos(s) próprios(s) alunos(s) inscrito(s), sem a coprodução de estúdios e/ou de emissora de TV, originalidade e criatividade, roteiro (sequência lógica da história), qualidade técnica (vídeo e áudio) e artística clareza de apresentação e relevância do conteúdo em relação ao Tema da Mostra Viver Ciência 2019.

CAPÍTULO V – DA COMISSÃO DE AVALIAÇÃO
1. A Comissão de Seleção será constituída por profissionais da área de áudio visual, educação, comunicação, produção cultural e/ou pessoas indicadas pela Comissão Organizadora da Mostra Viver Ciência 2019.
2. Serão classificados para a votação os 5 curtas que alcançaram a maior pontuação dentro dos critérios estabelecidos no anexo IV.

CAPÍTULO VI – DA VOTAÇÃO
1. Os 5 (cinco) melhores curtas, por categoria, selecionados pela Comissão de Seleção, serão disponibilizados para votação do público, no Canal Oficial da Mostra Viver Ciência 2019, no Youtube.
2. Para o voto popular, será considerada a somatória de Likes (10 pontos) e visualizações (1 ponto) do curta no Canal Oficial da Mostra Viver Ciência 2019 no Youtube.
3. O período de votação, no Canal Oficial da Mostra Viver Ciência 2019, no Youtube, acontecerá das 00:00h do dia 23 de setembro até às 12:00h do dia 24 de outubro de 2019.
4. Somente os likes e visualizações dos curtas, realizados no canal oficial da Mostra Viver Ciência 2019, serão contados para a avaliação final do concurso.

CAPÍTULO VII – DOS CRITÉRIOS DA PRODUÇÃO
1. Estarão aptos à análise, os curtas produzidos por, no máximo, 06 (seis) integrantes, conforme o item 2 e 2.1 do capitulo III.
2. Os curtas deverão conter, no mínimo, (02) dois minutos e, no máximo, (05) cinco minutos, incluindo os créditos do início e do final.
2.1. Os créditos finais devem ter no máximo 30 segundos.
2.2. Na abertura do vídeo deve constar o tema da Mostra Viver Ciência 2019 (Bioeconomia: Desenvolvimento e Riqueza para a Amazônia) e o tema do curta-metragem, que deve estar de acordo com o tema da Mostra.
3. Os curtas deverão conter nos créditos finais, ficha técnica especificando produtores, integrantes com suas respectivas funções, unidade de ensino, elenco e ano da produção.
4. Serão aceitos curtas captados por celulares, tabletes, filmadoras e máquinas fotográficas.
5. O conteúdo dos curtas deverão ser inéditos e produzidos pelo(s) próprio(s) aluno(s) sob a orientação de professores inscritos, sem a coprodução de estúdios e/ou de emissoras de TV.
6. Não serão permitidas a inserção de cópias (parciais ou integrais) de vídeos da internet no curta, em virtude da própria concepção do concurso que privilegia práticas de protagonismo dos alunos.
6.1. Serão permitidas apenas vinhetas nos créditos iniciais e finais, que não detenham direitos autorais.
7. Não serão aceitos curtas de cunho promocional, político-partidário, de caráter ofensivo, preconceituoso, racista e/ou de conteúdo sexual implícito e/ou explícito.
8. Os curtas podem ser dos gêneros: ficção, documentário, animação, etc. (ANEXO IV).

CAPÍTULO VIII – DA PREMIAÇÃO

1. A premiação acontecerá no evento cultural de encerramento da Mostra Viver Ciência 2019, no dia 24 de outubro de 2019 às 16:00hs no palco cultural da Mostra Viver Ciência.
2. Será premiado o curta mais votado em cada categoria, conforme critérios estabelecidos no Capítulo VI – Da Votação.

CAPÍTULO IX – DA CERTIFICAÇÃO
1 Os certificados de participação serão emitidos para todas as escolas e suas respectivas equipes responsáveis pelos curtas, inscritos que forem classificados, por categoria.

CAPÍTULO X – DO CRONOGRAMA
1. Envio das inscrições: 24/06 a 25/08 de 2019. (http://www.viverciencia.see.ac.gov.br/inscri%c3%a7%c3%b5es-curtas.html)
2. Avaliação dos curtas: 26/08 a 20/09 de 2019.
3. Data da divulgação da lista dos classificados: 21/09 de 2019.
4. Data de postagem dos classificados no canal do Youtube da Mostra Viver Ciência 2018: 23/09 de 2019.
5. Data de votação: das 00:00hs do dia 23/09 até as 12:00h do dia 24/10 de 2019.
6. Data da realização do evento da Mostra Viver Ciência 2018: 23 e 24/10 de 2019.
7 Data da premiação: 24/10 de 2019.

CAPÍTULO XI – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
1. A Comissão Organizadora fica autorizada a utilizar os trabalhos selecionados, de forma gratuita e por tempo  indeterminado, podendo realizar a exibição do curta, para fins institucionais e educacionais, sem finalidade lucrativa, inclusive, nas próximas edições da Mostra Viver Ciência.
2. É de inteira responsabilidade do(s) autor(es) o conteúdo do(s) curta(s). 
3. Os participantes deverão declarar expressamente possuírem todas as licenças necessárias, autorizações e direitos para utilizarem toda e qualquer propriedade intelectual e de imagem de terceiros, estando a Secretaria de Estado de Educação e Esporte do Acre, isenta de qualquer responsabilidade.
4. Os Curtas inscritos para este evento poderão ser difundidos por diversos meios de comunicação. 
5. Os casos não previstos neste regulamento serão analisados pela Comissão Organizadora da Mostra Viver Ciência 2019.
6. Para informações adicionais ou dúvidas, enviar e-mail para viverciencia.see@gmail.com.

Este Regulamento entra em vigor na data de sua publicação.

Rio Branco – AC, 11 de junho de 2019.

Comissão Organizadora
VIVER CIÊNCIA 2019




terça-feira, 23 de julho de 2019

NTE TARAUACÁ NO VIVER CIÊNCIA 2019 - A HISTÓRIA EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR


Sob a coordenação da Professora Maria Livramento Sampaio, o Núcleo de Tecnologia Educacional - NTE em Tarauacá participou da Mostra Viver Ciência, realizada no município recentemente, apresentando ao público a história da evolução do computador. 


A exposição mostrou desde o ENIAC, primeiro computador, até os equipamentos dos dias atuais. Textos e vídeos também foram instrumentos da história. 


Além da exposição, foi realizada também uma oficina de vídeo sob a coordenação do formador Adão, do NTE de Rio Branco.


Por fim, foi disponibilizado os óculos 3D (realidade virtual) para os visitantes. O espaço do NTE foi , bastante visitado por estudantes, professores e comunidade em geral.

 



























 



Texto e fotos: NTE Tarauacá

quarta-feira, 29 de maio de 2019

NTE INICIA CURSO "ALUNO CONECTADO" PARA ESTUDANTES DA ESCOLA PLÁCIDO DE CASTRO

Estudantes da Escola Plácido de Castro (8º e 9º anos)

O Núcleo de Tecnologia Educacional em Tarauacá - NTE, através de sua coordenação, ja iniciou o Curso de Informática Básica e Navegação na Internet denominado "Aluno Conectado" destinado a estudantes do ensino fundamental (8º e 9º anos) da Escola Plácido de Castro, que ainda não tiveram a oportunidade de aprender a utilizar o computador em seu dia a dia. 

As aulas acontecem durante a semana pela manhã no horário das 7:30 às 8:30. O primeira encontro aconteceu na última segunda feira, 28 de maio, no laboratório do NTE, localizado no CEDUP.

O CONTEÚDO: 

No nosso cotidiano as tarefas mais simples, como comprar, pagar uma conta, marcar uma consulta, fazer um currículo dependem do computador. De forma que todos nós precisamos nos aproximar dos recursos oferecidos por esta tecnologia. O material do curso apresenta uma linguagem fácil com muitas imagens, que ajudarão a utilizar os principais aplicativos do Windows, com foco inicial no editor de texto WORD e a Internet em atividades básicas do seu cotidiano.

A Coordenadora do NTE Tarauacá, Professora Mariel Livramento juntamente com os professores formadores Raimundo Accioly e Tadeu Freire, deu boas vindas aos estudantes e falou da importância do curso na vidas dos jovens. "Iniciar com uma turmas de 20 alunos escola Plácido de Castro, como primeira experiência para nossa nova equipe de trabalho. Vamos oferecer as noções básicas de informática para alunos que ainda não tiveram oportunidade de aprender a utilizar o computador. Atualmente que não sabe pelo menos noções básicas de informática é considerado analfabeto'" disse. 



(Assessoria NTETK)

quarta-feira, 22 de maio de 2019

NTE PREPARA CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA PARA ESTUDANTES DA REDE PÚBLICA EM TARAUACÁ



Ainda em fase de constituição de sua equipe de formadores e técnicos, o Núcleo de Tecnologia Educacional em Tarauacá - NTE, através de sua coordenação, está preparando um curso de Informática básica e Navegação na Internet para estudantes do ensino fundamental que ainda não tiveram a oportunidade de aprender a utilizar o computador em seu dia a dia.


No nosso cotidiano as tarefas mais simples, como comprar, pagar uma conta, marcar uma consulta, fazer um currículo dependem do computador. De forma que todos nós precisamos nos aproximar dos recursos oferecidos por esta tecnologia. material do curso apresenta uma linguagem fácil com muitas imagens, que ajudarão a utilizar os principais aplicativos do Windows, com foco inicial no editor de texto WORD e a Internet em atividades básicas do seu cotidiano.




A Coordenadora do NTE Tarauacá, Professora Mariel Livramento, esteve visitando a Escola Estadual Plácido de Castro, onde conversou com o Diretor, Professor Nilson Gomes, para que a escola fizesse a seleção das primeiras turmas que irão participar do curso. "Vamos iniciar com turmas da escola Plácido de Castro, como primeira experiência para nossa nova equipe de trabalho e oferecer as noções básicas de informática para aqueles alunos da rede pública que ainda não tiveram a oportunidade de aprender a utilizar o computador em seu dia a dia" disse


O curso está previsto para inicia na próxima segunda feira, 27 de maio, na sala do NTE, localizada no prédio do CEDUP, que dispõe de um laboratório de informática com computadores a disposição dos alunos.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Os benefícios das novas tecnologias na educação


As novas tecnologias na educação são uma importante ferramenta para dinamizar o processo de ensino-aprendizagem. Se aplicada de modo responsável e criativo, a tecnologia pode apresentar diferentes benefícios para os alunos e até mesmo para a equipe de educadores. Com a popularização dos aparatos tecnológicos, é comum que as novas gerações tenham esses equipamentos inseridos em seu dia a dia, e a escola não deve estar alheia a essas influências. 

Importante ressaltar que a tecnologia não substitui o papel dos professores na educação, sendo fundamental que os educadores saibam conduzir a utilização dessas novas mídias e softwares. Um aparelho de última geração não garante o aprendizado do estudante, o que torna essencial a figura do professor (a) nesse processo. Quando o equilíbrio é encontrado, o uso de equipamentos, softwares e mídias contribuem para o desenvolvimento cognitivo dos alunos e auxiliam os professores a despertar a curiosidade dos estudantes. Confira alguns dos principais benefícios das novas tecnologias na educação. 

Torna as aulas mais atrativas 
Despertam a curiosidade e atenção dos alunos 
Melhoram a produtividade 
Auxiliam os educadores a dinamizar as aulas
Contribuem para o aproveitamento escolar extraclasse

Agora que você conhece a influência da tecnologia na educação, é importante analisar o projeto pedagógico da escola e conversar com a coordenação para verificar como a instituição introduz a tecnologia no processo educativo. Para encontrar instituições que compreendem a importância e as vantagens de ter um plano de ensino com abordagens diferenciadas, conte com o Educa Mais Brasil. 

O maior programa de inclusão educacional do país é parceiro das melhores instituições de ensino e disponibiliza bolsas de estudo com desconto de 50% em escolas da educação básica (educação infantil, ensino fundamental e médio). Para conseguir o benefício realize a sua inscrição gratuita no site www.educamaisbrasil.com.br/educacao-basica

Fonte: E+B Educação | Gabriele Silva